Toxicidade do molde: uma causa comum de sintomas psiquiátricos

Purchased from Dreamstime
Fonte: Comprada a partir de Dreamstime

A doença baseada em mofo tóxico é uma condição muito prevalente e pouco diagnosticada que pode se manifestar de muitas maneiras diferentes, incluindo sintomas que são exclusivamente psiquiátricos, como depressão, ansiedade, problemas de atenção, neblina cerebral e insônia. A vulnerabilidade à toxicidade do molde só está presente em 25% da população, que na maioria dos casos possui uma predisposição genética que inibe a depuração das biotoxinas. Uma família pode estar vivendo na mesma casa com o crescimento do molde, mas apenas um membro da família ficará doente. Isso ocorre porque essa pessoa é a única com a vulnerabilidade genética.

O crescimento do molde é iniciado através de danos causados ​​pela água. Devido às práticas comuns de construção de Drywall ou Sheetrock, que não era um material de construção usado no passado, mais pessoas estão agora sendo expostas ao molde tóxico, uma vez que Drywall é um ótimo meio para o crescimento do molde. Além disso, a prática atual de tornar as casas mais eficientes em termos de energia, significa que há menos ventilação com o ar exterior e os gases tóxicos do molde podem ser presos no interior, potenciando seu efeito.

As toxinas do molde podem se acumular no corpo, continuando causando estragos muito tempo após a cessação da exposição e exigem um curso prolongado de tratamento. Mas para todos, o primeiro e mais crucial passo no tratamento, é identificar onde o molde está localizado e se afastar dele. Existem empresas que se especializam em testes de mofo e outras que oferecem remediação de moldes. É aconselhável usar diferentes empresas para testes e remediação, embora algumas empresas ofereçam ambos, a fim de evitar conflitos de interesse. Um meio de teste mais econômico é com placas de crescimento de mofo, que podem ser compradas de uma empresa chamada ImmunoLytics. As placas são colocadas em torno da casa e posteriormente coletadas e enviadas ao laboratório para análise. Além disso, há um teste de laboratório que pode identificar micotoxinas na urina.

Alergias ao molde e toxicidade do molde não são a mesma doença. As alergias ao mofo são devidas aos esporos de mofo que são inalados e causam febre do feno como sintomas. Isto é diferente do molde tóxico, que é devido aos vapores tóxicos voláteis produzidos pelo molde que podem causar uma resposta inflamatória crônica (CIRS), uma reação auto-imune causada pela falta de remoção de toxinas biológicas em indivíduos vulneráveis.

A toxicidade do molde pode se manifestar com tantos sintomas diferentes e diversos, que é frequentemente diagnosticada erroneamente. É provável que alguns casos de fadiga crônica, fibromialgia, distúrbio de ativação de mastócitos, intolerância à histamina, intestino irritável e sujeito com vazamento, esclerose múltipla e síndrome de Lyme pós-tratamento, que não respondem ao tratamento, são devidos a uma resposta inflamatória crônica causada por Molde tóxico. Infelizmente, a toxicidade do molde não está no radar de muitos praticantes e, portanto, não o incluem como parte do diagnóstico diferencial.

Alguns dos sintomas comuns de mofo tóxico e CIRS são:

1. Fadiga

2. Fraqueza

3. Acho

4. Cólicas Musculares

5. Dor incomum

6. Dor de picada de gelo

7. Dor de cabeça

8. Sensibilidade da luz

9. Olhos Vermelhos

10. Visão turva

11. Tearing

12. Problemas do Sinus

13. Tosse

14. Falta de respiração

15. Dor abdominal

16. Diarréia

17. Dolor nas articulações

18. Rigidez da manhã

19. Problemas de memória

20. Questões de foco / concentração

21. Problemas de Recuperação de Palavra

22. Diminuição da aprendizagem de novos conhecimentos

23. Confusão

24. Desorientação

25. Sensibilidade da pele

26. Balanços de humor

27. Switches de apetite

28. Suam (especialmente suores noturnos)

29. Regulação da temperatura ou problemas de desregulação

30. Sed excessiva

31. Maior micção

32. Choques estáticos

33. Engordação

34. Tingling

35. Vertigem

36. Gosto Metálico

37. Tremores

A boa notícia é que, uma vez que o diagnóstico é feito, esta é uma condição muito tratável. Pode levar muito tempo porque deve ser feito com muito cuidado e devagar, ou os sintomas podem ser exacerbados pelo próprio tratamento, à medida que as toxinas do molde são mobilizadas. Algumas abordagens de tratamento primeiro fazem uso de aglutinantes naturais, como carvão e argila, que prendem as micotoxinas e permitem que elas sejam excretadas, bem como probióticos como Saccromyces Boulardi. A segunda fase do tratamento é anti-fungais. Um livro eletrônico conciso e excelente sobre o assunto é o Molde e as Micotoxinas: Diagnóstico e Tratamento 2016 por Neil Nathan, MD, um praticante holístico com uma prática na Califórnia, especializado no tratamento de doenças misteriosas e crônicas.

Related of "Toxicidade do molde: uma causa comum de sintomas psiquiátricos"